07/01/11

A importância do Discipulado

CONCEITO:

•É um trabalho espiritual que faz as pessoas aceitarem a Cristo e permanecerem no evangelho, capacitando – as a produzirem frutos.

REFLEXÃO:
•O discipulado tem sido grandemente prejudicado no desempenho do seu papel, em virtude da visão equivocada de alguns líderes, sobre o assunto. Os motivos mais comuns:

1.Preocupação com o crescimento numérico;

2.Comodismo (não se dá assistência);

3.Entende-se que ganhar é fazer aceitar;

4.Planejamento voltado apenas para evangelização;

5.Desinformação (não há dados de continuidade, nem divulgação);

6.Tratamento dado ao novo crente igual ao antigo;

7.Transferir a responsabilidade para o Espírito Santo. Jo 21,15 – 17

FASES DO DISCIPULADO

O discipulado, sob o ponto de vista mais abrangente, ocorre em três etapas distintas. Levando - se em conta que discipular significa ganhar almas, ou fazer discípulos, não podemos de modo algum negligenciar nos cuidados mais elementares e indispensáveis para o crescimento sadio de uma vida que está iniciando na fé em Cristo.

FASE 1

PREGAÇÃO = Para obtermos êxito nesta fase, faz – se necessário um bom planejamento, tanto de abordagem, quanto de uma estrutura consistente voltada a garantir a necessária assistência para todos que vierem a aceitarem a Cristo como Salvador. Não basta dizer que Cristo ama as pessoas. Precisamos estender as mãos, com o coração aberto a ajudar o recém-nascido até que aprendam a dá seus próprios passos.

FASE 2

INTEGRAÇÃO = É nesta fase onde as igrejas mais falham na missão de ganhar almas. O processo do DISCIPULADO não pode ser interrompido já na primeira fase. Entretanto, lamentavelmente, é isto que ocorre muitas vezes.Pregadores e líderes se dão por satisfeito quando alguém faz uma confissão, entendem eles que já ganharam aquela alma para JESUS. Na verdade vemos que a maioria não permanece, exatamente pelo abandono que é lhe dado, após a sua decisão. O novo crente morre (espiritualmente), tal qual uma criancinha quando é abandonada pela sua própria mãe. Devemos Ter cuidado para não sermos pais relapsos, pais irresponsáveis, capaz de matarmos os nossos próprios filhos (espirituais) assim que nascem. Se recebermos bem o novo convertido em nossas igrejas, oferecendo o direito de serem amadas e bem alimentadas, com certeza teremos obreiros sadios e cheios de amor para transmitirem para outras pessoas, fazendo que a igreja do senhor cresça e glorifiquem a DEUS.

FASE 3

ENSINO = O novo crente tem que passar por um estágio de formação, visando o seu desenvolvimento espiritual para servir ao Senhor. É bom lembrar que o ensino aplicado ao novo convertido não é o mesmo que os dos adultos, pois estamos lhe dado com Recém-nascido, as quais não devemos dá comidas sólidas, e sim o leite racional. Também não devemos deixar que eles aprendam com qualquer pessoa. Os conselheiros dos novos convertidos devem ser dos mais bem preparados que há na igreja, evitando que ensine algo errado, causando transtorno que afetaram toda a igreja.

• Qualquer uma destas fases poderá contribuir para o sucesso de outra, porém esta última depende muito das duas primeiras.

BENEFÍCIOS DO DISCIPULADO NA IGREJA

1.Estimula o crescimento espiritual = Enquanto o discipulado vai se comprometendo na obra, o amor pelas vidas vai aumentando e a busca pelo conhecimento de Deus é inevitável, ocasionando um avivamento permanente.

2.Promove o crescimento numérico = O crescimento quantitativo é precedido pelo qualitativo, com o qual se fará uma semeadura provida de todos os cuidados necessário para que haja uma boa colheita. Mt 13.23

3.Formação de crentes enraizados = O discípulo faz o novo crente firmar – se como raiz profunda. Com isso teremos uma redução de números de desviados, que tem sido considerado.

4.Obreiro bem preparado = Os melhores obreiros foram os que receberam boa formação no inicio da sua fé. Crentes bem adestrados para pelejas, não se embaraçam com falsas doutrinas, mas sabem refutá-las com sabedoria e mansidão, pela palavra de Deus.

QUALIDADES DO DISCIPULADOR

1. Profunda convicção da chamada.

2. Profundo amor pelas almas.

3. Preparo espiritual.

4. Preparo bíblico.

5. Facilidade de relacionamento para a relação.

Obs. O discipulador deve ser pessoas preparadas e vocacionadas a lidar com bebês espirituais que precisam

ser tratados com amor, disciplina, graça e toda a atenção necessária a recém – nascidas.

OS 10 MANDAMENTOS DO DISCIPULADO

1. Orar a Deus. Lc 6.12

2. Escolher seus discípulos. Lc 6.12 –16

3. Instruir. Mt 10. 5 – 23

4. Exortar. Mt 10. 24 – 26

5. Estimular. Mt 10. 28 – 31

6. Mostrar as dificuldades de causa. Mt 10. 34 –39

7. Mostrar a recompensa. Mt 10.40 –42

8. Ser exemplar no trabalho. Mt 17.14 – 21

9. Participar de momentos de descontração. Mc 6.30; Jo 2. 1 – 12

10. Despedir – se quando o discípulo estiver pronto. Mc 16.14 – 20

PORQUE DEVEMOS FAZER DISCÍPULADO

1. Porque é uma ordem divina, Mt 28.19,20.

2. Porque a igreja primitiva fez.At 2.42 – 47

3. Porque estamos nos últimos dias. Mt 24.10 – 44

4. Porque o crescimento será geométrico. II Tm 2.2

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Frases

“Nós somos o que repetidamente fazemos. Excelência, assim, não é um ato, mas um hábito.” "Os negócios são como uma bicicleta. Ou você continua em movimento, ou cai." Frank Lloyd Wright "A Fé honra a Deus e Deus honra a Fé" Autor Desconhecido "Ministério não é só confortar os aflitos; é também afligir os que se acham confortáveis". - Don Hustad